A mulher mais linda do Brasil era homem

sábado, 18 de setembro de 2010



Em 1984, Roberta Close foi a vedete do carnaval carioca. Foi a partir dessa época que se sucederam as inúmeras aparições na imprensa, pode-se dizer que o auge do sucesso aconteceu quando a revista Playboy estampou-a na capa da edição de maio de 1984. Pela primeira vez na história do periódico, a principal atração não era uma belíssima mulher, mas um "homem". A chamada da capa da revista era: "Incrível. As fotos revelam por que Roberta Close confunde tanta gente". Entretanto, conforme cita o jornal virtual Último Segundo, "esse homem era na verdade uma belíssima mulher transexual, e a revista obviamente não mostrou fotografias da sua genitália". Foi também capa das revistas Ele & Ela, na edição 184 (setembro de 1984), Manchete, Sexy, Amiga e Contigo.








O sucesso que Roberta fez foi tal que chegou a inspirar uma revista de quadrinhos eróticos, na qual a personagem principal era uma travesti muito bonita. Nas décadas de 80 e 90, Roberta apareceu nos maiores programas de entrevista da mídia brasileira: Fantástico, Faustão, Hebe Camargo, Gugu, Goulart de Andrade, entre outros.


Polêmica com Erasmo Carlos

Existe uma polêmica de que a música Close  de Erasmo Carlos teria sido feita para Roberta. O músico nega a relação alegando que a música seria para o grupo Roupa Nova, contando a história de uma mulher maravilhosa andando pela praia mas enganando todo mundo pelo fato de ser travesti. O título original da música era para ser Vira de Lado, que seria só mais uma coincidência. O título final acabou sendo Close pela idéia de que o narrador da música estava focando seus olhos para o travesti, ou seja, dando um close. Coincidência ou não, a música foi lançada no auge do sucesso de Roberta Close (que foi a protagonista do clipe), e, inegavelmente, a transexual foi a principal responsável pelo seu estouro nas rádios, tornando a canção o primeiro sucesso de Erasmo Carlos em mais de uma década.




International programmes and campaigns

Na minha opinião tá muito claro que a canção era pra Roberta Close mesmo! Afinal, a parte que diz "não fossem o gogó e os pés..." entrega né?

Bjks,
Ly

Seguidores