Lendas urbanas dos anos 80

quinta-feira, 4 de novembro de 2010


Lendas Urbanas

Vamos aproveitar que estamos no mês das bruxas e lembrarmos das famosas lendas que aterrorizaram muita gente.
As loiras tiveram grande participação nessas histórias de assombração, como a famosa Loira do banheiro, diz a lenda que uma menina muito bonita de cabelos loiros e aproximadamente com seus 15 anos, planejava durante o horário escolar alguma maneira de cabular a aula, e costuma fazê-lo sempre no banheiro onde passava a maior parte do tempo, num certo dia ela escorregou no banheiro e bateu sua cabeça no chão, entrou em coma e faleceu logo em seguida, dizem que mesmo sem autorização dos pais os médicos fizeram à autópsia e com sua morte precoce a alma da menina não se conformou e começou a partir daí, assombrar os banheiros das escolas, sempre com um algodão no nariz, para impedir que o seu sangue escorre-se, muitos jovens da época juram terem visto a menina e alguns até dizem que havia certos rituais para que a menina aparecesse como dar a descarga algumas vezes ou até mesmo chutar o vaso sanitário, essa lenda ficou tão famosa que até os dias de hoje, em algumas escolas ela é lembrada.

Outra Loira que teve grande participação nessas lendas foi à loira da estrada, dizia-se que ela era uma mulher muito bonita aonde pedia carona para os caminhoneiros e quando eles paravam o caminhão ela os seduzia e os beijava, logo depois decepava suas línguas e os estrangulava, dizia-se que essa loira foi um dia atropelada justamente por um caminhão aonde permanece até hoje assombrando as estradas.
E por fim, uma loira famosa que nos anos 80 começou a brilhar e muita gente desconfiava que seu sucesso viesse de um pacto que fez com o Demônio.

A rainha dos baixinhos, Xuxa teve seus dias de glória, mas sempre acompanhados de muita história, diz a lenda da que se você pegasse o vinil com o sucesso “Doce Mel” e tocado no sentindo anti-horário daria para ouvir no refrão “sangue, sangue, sangue” outra musica de muito sucesso também foi Meu cãozinho Xuxo, se tocada ao contrario era uma espécie de oração ao Diabo, Xuxa chegou a processar uma igreja que dizia ser verdade essa lenda e ganhou a causa.
A sua boneca na versão pequena diz ter sido encontrada com uma faca ao lado de uma criança já morta a facadas, e a boneca no tamanho grande sufocava as crianças com suas enormes pernas.
Por falar em bonecas que menina não teve a Fofolete? Era uma bonequinha bem pequenina que vinha numa caixinha quase do tamanho de uma caixa de fósforos, da marca Estrela fez um enorme sucesso entre a criançada, mas diz à lenda que o seu criador perdeu uma filha de dois anos aonde a Fofolete representava a menininha e as caixinhas onde às bonequinhas estavam eram o caixão aonde a menininha foi enterrada.
Outro boneco que foi muito aceito na época era do Fofão, apesar de ele não ser bonito, tinha um grande aceitação pela garotada, mas a lenda que tornou ele mais famoso foi que dentro do boneco havia um punhal aonde representava um pacto com o Demônio, dizia-se que muitas mães chegaram a queimar ou abrir o corpo do boneco e encontrar algo estranho, não se sabe se era o tal punhal ou apenas um plástico aonde ligava a cabeça ao corpo.

Até os quadros da época não escaparam de ter uma história dessas, era muito comum encontrar quadros com desenhos de crianças chorando, dizia-se que quem tinha esse quadro em casa, a família poderia adoecer, ou gerar muitas brigas entre os familiares e que até se virassem o quadro de cabeça para baixo exatamente á meia noite, aparecia um monstro.
O Grupo Menudos, estourou com seu hit “Não se Reprima”, mas chegaram a dizer que se essa música tocada também ao contrário passava a mensagem Satanás vive.
Michael Jackson foi alvo também dessas lendas, durante um trabalho que ele fez para a Pespi ele teria sofrido um acidente e morrido nos anos 80 e substituído assim por um sósia.

Agora algumas rapidinhas:

-Se você usasse o microondas poderia ter câncer.

- Durante a gravação do filme Três solteirões e um bebê, apareceu um menino atrás de uma cortina que morreu no apartamento onde estava acontecendo a filmagem.

- Tatuagens que vinham em chicletes continham LSD.

- Se uma criança saísse sozinha na rua para brincar seria pega por um velho que carregava um saco preto cheio de crianças que já havia pegado no caminho. O Homem do Saco!

Muitas dessas lendas não sabemos se tinham algum fundo de verdade, mas há quem acredite que realmente elas existiram, e nos 80 muita gente tremia de medo.


Medonho, não?
Bjks,
Ly

aqui 

Seguidores